4 tendências de marketing digital para 2018

21 de Março de 2018 às 12:00 | Categoria: social selling, marketing digital | Carlos Martins

 tendencias-marketing-digital

 

O marketing é uma ferramenta em constante atualização e evolução, que a cada ano vem se mostrando mais moderna e repleta de novidades, o que acaba sendo potencializado pelo surgimento de novas tecnologias, canais e mídias. Para não ficarem atrás, as empresas precisam se adequar as novas tendências, incorporando-as em suas estratégias, ações e comunicações.

 

Assim, após conversar com nosso time de mídias digitais aqui da agência, elegemos algumas tendências que vão se mostrar muito fortes durante o ano de 2018. São elas:


Social Selling

 

Atualmente, esforços de prospecção ativa não estão mais trazendo resultados na mesma proporção que 5 anos atrás, muito menos gerando vendas na medida que as empresas esperam e necessitam.

 

Depender exclusivamente de um departamento comercial que ainda opera nos moldes de antigamente pode não ser a melhor estratégia para uma empresa que precisa manter-se competitiva. Afinal, os tempos mudaram e o consumidor também, e ainda que o Marketing mude para se adaptar a esta nova realidade, o mesmo vale para a área de Vendas.

 

Com o crescimento e alcance absurdo das redes sociais - que se mostram ótimos canais para visibilidade de marca - também surgiu uma nova utilização que vem se popularizando entre as empresas aderentes a essas mídias, que passaram a utilizá-las, também, como canais de vendas.

 

Canais como Facebook, Linkedin, Instagram, Twitter, etc, possibilitam às empresas mapearem clientes ideais de acordo com seus interesses, podendo lhes abordar com ofertas de conteúdo relevantes e com um discurso de vendas mais assertivo e alinhado à realidade do prospect.

 

Isto deixa a tratativa de vendas muito mais leve e humanizada, o que se reflete em taxas de fechamento muito superiores.


Transmissões ao vivo

 

Com a implementação da função “Transmissão” em redes sociais como Facebook, Instagram, YouTube, etc, bem como o advento de aplicações como o Periscope – voltadas exclusivamente para a realização de transmissões –, as “lives” (como são conhecidas as transmissões ao vivo na internet) se tornaram muito populares.

 

Antigamente, para fazer qualquer tipo de evento ao vivo e transmitido no ambiente digital, era necessário contar com todo um aparato tecnológico para suporte, sendo que hoje só é necessário um smartphone com boa câmera e acesso à internet.

 

Isso permitiu às empresas manterem uma relação mais próxima com seu público, podendo mostrar, por exemplo, o processo de desenvolvimento de determinado produto, fazer sessões de perguntas e respostas e, dentre outras coisas, interagir mais com quem as acompanha.

 

E como isto pode ser utilizado em benefício da SUA empresa? É simples, basta mapear que tipo de conteúdo o seu público consome na internet e quais informações sobre a sua marca eles valorizam mais. O formato é você quem decide, contanto que seja relevante e engajante.


Digital Influencers

 

Muitas pessoas confundem a terminologia “Digital Influencer” com simplesmente usuários que possuem um grande número de seguidores. Na realidade, os influenciadores digitais são pessoas inseridas em um segmento bem definido, cuja opinião tem peso em uma comunidade de usuários que os acompanha, influenciando-os pelos seus hábitos de consumo, sociais, etc.

 

Assim, com o advento dos influenciadores, as marcas começaram a incorporar fortemente ações com eles em suas estratégias. Podemos ver exemplos clássicos em campanhas de operadoras de telefonia móvel, como Claro, TIM e Vivo.

 

Mas não é simplesmente pagar ou oferecer uma permuta para que um influenciador divulgue seu produto em suas redes. É necessário todo um estudo para encontrar o influencer que mais se adequa ao seu segmento de atuação, bem como uma análise sobre o público que lhe acompanha e como consomem conteúdo.

 

Só assim é possível escolher o influencer mais adequado e ter resultados mais expressivos.

 

E este tipo de publicidade dá resultado? Na realidade, tudo vai depender do nível de assertividade entre a proposta do seu produto/serviço e o segmento de atuação do influencer escolhido. Se não há conexão entre as duas partes, provavelmente os resultados não serão satisfatórios.


Inbound Marketing

 

Se em 2017 já se conjecturava fortemente que o marketing tradicional – em que você vai atrás do potencial-cliente oferecendo seus produtos e serviços – não traz mais resultados tão expressivos, em 2018 chegou a hora de lançar mão de uma estratégia muito mais assertiva.

 

Isto porque o consumidor de hoje quer ser impactado pelo mínimo de anúncios possível, o que revela um novo desafio: como promover sem parecer que está promovendo?

 

O Inbound Marketing chega como forte aliado nesta tarefa, com estratégias direcionadas para atrair o potencial cliente até sua empresa e conduzi-lo pela jornada de compra, até o momento em que ele estará pronto para fechar o negócio.

 

Tudo acontece por meio do conteúdo, uma vez que você terá a chance de criar conteúdos relevantes e bem direcionados, que vão de encontro com as dores do potencial-cliente. A partir daí ele chega até o seu blog/site, vira um contato e pode começar a ser nutrido pelos fluxos de nutrição de marketing e vendas.

 

O número de empresas utilizando estratégias de Inbound Marketing aumentou bastante de 2017 para 2018, uma vez que está ficando cada vez mais claro que a saída para seguir crescendo com lucratividade é adaptar as estratégias de marketing à realidade do consumidor.


Portanto, como você pôde ver, existem diversas frentes que podem ser trabalhadas para melhorar os resultados da sua empresa em 2018, gerando muitos resultados. Mas não para por aí; existem diversas alternativas na internet que podem ajudar sua empresa a evoluir cada vez mais.

 

Faça o download gratuito do nosso E-book “12 Dicas de como gerar mais clientes com a Internet para empresas B2B" e tenha acesso às melhores práticas de geração de novos leads!

Compartilhe:
    
assinatura_email_carlos_Blog.png

Comentários: